11.9.06

ALÉM DO MAIS...



- A Wolkswagen inicia sua efetiva produção de carros no Brasil, oito veículos diariamente. O sucesso é o seu veículo utilitário Kombi, lançado em setembro desse ano.




- É criada uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as atividades da Shell e da Esso contra o Brasil, que, como usualmente, não deu em nada.





- O gov
erno brasileiro suspende a exportação de Tório e do mineral Rádio para os Estados Unidos. Em outras palavras, o Urânio não mais poderia ser exportado para a América do Norte.





- Paulo Francis estréia como crítico de teatro na Revista da Semana.




- A peça Chá e Simpatia (Robert Anderson) foi a grande vencedora do prêmio Saci de teatro desse ano: Melhor Espetáculo, Melhor Diretor (Sérgio Cardoso) e Melhor Atriz (Nídia Lícia). Sérgio Cardoso também ganharia o Saci de Melhor Ator por sua soberba atuação em Henrique IV (Shakespeare).




- Nascem os atores Diogo Vilela, Lauro Corona, Christiane Torloni, Lucélia Santos e Françoise Fourton.



- Morre o escritor regionalista José Lins do Rego, autor dos romances Fogo Morto, Menino de Engenho, Pedra Bonita, Ria cho Doce e muitos mais.




- Inácio Rangel publica seu influente livro Dualidade Básica da Economia Brasileira.





- Maria
Esther Bueno, aos 18 anos, ganha seu primo torneio internaciona l de tênis, o Orange Bowl, nos Estados Unidos.






- Morre Washington Luís (1869 - 1957), ex-presidente do Brasil (1926
– 1930).




- A Ford produz seu primeiro caminhão F-600 V8, a gasolina, em sua fábrica no bairro Ipiranga, em São Paulo.




- Contando com a participação de 48 países, 694 artistas e em torno de três mil obras, instala-se, no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, a IV Bienal do Museu de Arte Moderna de São Paulo, com destaque para as obras de Jackson Pollock, de Diego Rivera e de Chagall. Também são premiados os artistas brasileiros Franz Krajberg (melhor pintor), Franz Weissmann (melhor escultor) e Fayga Ostrower (melhor gravadora).



- Com o samba-enredo Legados de Dom João VI, de Candeia, Waldir 59 e Picolino, a GRES Portela se sagra a grande campeã do carnaval desse ano.





- Emilinha Borba entra para a história da música popular brasileira por ser a primeira cantora do país a gravar um samba-enredo: Brasil, Fontes das Artes, tema do carnaval de 1956 da Acadêmicos do Salgueiro.




- O governador de São Paulo, Jâ
nio Quadros, proíbe a execução de rock and roll nos bailes públicos paulistanos.






- Já sem despertar nenhum interesse, o último concurso para a Rainha do Rádio é realizado nesse ano, vencid
o pela cantora Julie Joy, bela, mas inexpressiva, com 363.770 votos.







- Segundo o IBOPE, a revista O Cruzeiro é a mais lida no país, com 47% do total, ficando a Revista do Rádio em segundo lugar (24%) e a revista Manchete em terceiro (15%).






- Pelé estréia na seleção brasileira contra a Argentina (derrota de 2 X 1), entrando no seg
undo tempo e marcando seu primeiro gol com a camisa brasileira.




- Goleando, implacavelmente, o Fluminense por 6 X 2, o Botafogo se sagra campeão carioca de futebol da temporada.






- Morre afogada Zaquia Jorge (1924 - 1957), conhecida como “A Vedete do Subúrbio” ou “A Vedete de Madureira”. Ficou imortalizada ao se tornar o tema do samba-enredo da Império Serrano em 1975.





- Terezinha Morango é eleita Miss Brasil, ficando em segundo lugar no concurso Miss Universo, ou
seja, a segunda mulher mais bonita do mundo.




- O São Paulo, com o time base formado por Poy, De Sordi e Mauro. Dino Sani, Roberto e Vitor; Lanzolinho, Amauri, Gino, Zizinho e Canhoteiro, se sagra campeão paulista de futebol de 1957, ao derrotar o Corinthians pelo placar de 3 X 1.




- Com 52 anos, foi libertado nesse ano, após passar 20 anos na cadeia, o lavrador Sebastião José Naves, preso com o irmão, Joaquim Naves (morto após 8 anos de cadeia), acusados de terem assassinado certa Benedito Pereira Caetano, após uma transação comercial. Foi um dos crimes mais famosos do Brasil (1937), conhecido nacionalmente como "O Caso dos Irmãos Naves", tornando-se, tempos depois, tema de um famoso filme de Luiz Sérgio Person, estrelado por Anselmo Duarte, Juca de Oliveira e Raul Cortez.Torturados barbaramente para confessarem o crime, os irmãos Naves sempre juraram inocência, mas, após dois julgamentos em que foram considerados inocentes em Araguari (MG), o Júri, em Belo Horizonte, mesmo sem provas, os condenou a 25 anos de reclusão. O erro judiciário só veio à tona devido à volta da "suposta" vítima, que reapareceu viva e bem, deixando claro para todos o erro judicário.

1 comentários:

Blogger Angelver Artesanatos said...

Adorei seu blog. Estava precisando de dados históricos da década de 50 e encontrei esse blog maravilhoso. Parabéns.
Vera Lúcia

18/6/11  

Postar um comentário

<< Home